MOMENTO DE REFLEXÃO!

Não faça nada daquilo que possas te arrepender, pois, se o arrependimento vier não terás o que fazer

sábado, 14 de maio de 2011

Talvez, um dia

eu desista da felicidade!

Não, porque seja um covarde,

mas, sim, porque ela vive a me fugir.

Talvez, um dia

eu pare de me debater!

e o tempo me ensine a viver

dos sonhos que aprendi a construir.

sexta-feira, 6 de maio de 2011

MESCLA BUGRA.


Sou a mescla mais ingrata

que a vida me deu por sina

filho de castelhano com china

e um “quê” qualquer de artista

sempre estive fora da lista

dos aquinhoados da sorte

mas antes de me vir a morte

vou acumulando conquistas.


Eu sou um cidadão da vida

e trago ânsias de liberdade,

minha bandeira é a verdade

e luto por aquilo que creio;

não me encantam os floreios,

nem a zoada da mamangava,

não são duas ou três palavras

que vão me servir de freio.


Não nasci pra piqueteiro

e gosto de andar liberto,

no reino do mundo aberto

me criei coiceando a cola,

não gosto de dar esmolas

pra prostitutas do amor

se o romance perdeu calor

saio assoviando pachola.


Nunca vendi meu caráter

nem negocio a opinião,

não me apego em galpão,

os pelegos são o meu trono;

dos andejos eu sou patrono,

e vou continuar assim,

china não manda em mim

e patrão não é meu dono.


Vou morrer meio matungo

costeando um alambrado

num coxilhão “cepillado”

mirando a minha querência

mas, vou levar a essência

da cepa deste Rio Grande,

dos que trocaram o sangue

pela paz da consciência.